Artur Gomes - Juras Secretas - não fosse esse punhal de prata ou se mesmo fosse e eu não dissesse


08/03/2007


jura secreta 49

fosse quântico esse dia
calmo
claro
intenso
inteiro
20 de fevereiro
sendo assim esperaria

mesmo que em meio a tarde
tempestades trovoadas
insanidades
guerras frias
iniqüidade
angústia
agonia
mesmo assim esperaria

20 horas
20 noites
20 anos
20 dias
até quando esperaria...

até quando alguém percebesse
que mesmo matando o amor
o amor não morreria.

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://arturgumes.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm




Escrito por fulinaima às 12h49
[ ] [ envie esta mensagem ]

07/03/2007


jura secreta 48


tudo quanto um dia
ela sorrindo me disse
bia beatriz/beatrice
me leia nos meus olhos
nunca nos olhos
de clarice

agora quando olho
se trago alho
nos meus olhos
logo se abrem
lírios
se tinham espinhos
Não rosas
agora lindas
meiguices

e eu te penetro corpo/jardim
com tudo o que há em mim
sede fome tara
e tudo mais
que ainda vai vim
olhe bem na minha cara
eu sou arcanjo e

 Serafim

 

Artur Gomes

http://arturgumes.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 




Escrito por fulinaima às 18h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

 vanessa alcântara

Jura secreta 47
 

é quando surge e me diz
esqueça essa tal beatriz
ela nunca soube o que fiz
nem sabe se te quer agora
diga adeus e vá embora
como na dança de roda
amar está fora de moda
leia meus olhos inteiros
no fundo da água viva
eu sou clarice me diga
da minha paixão gh
metamorfose é o que vivo
na tua carne não vês
que sou mais fogo que dantes
amor nada tem a ver com amantes
se sou teu sexo é claro
coisa que nem freud explica
se é em teu corpo que fica
o meu prazer quando declaro

 

Artur Gomes

http://arturgomes.zip.net

http://almadepota.com/fulinaima.htm

Escrito por fulinaima às 10h10
[ ] [ envie esta mensagem ]

05/03/2007


Jura secreta 46

beber desse conhac
em tua boca
para matar a febre
nas entranhas entre dentes
indecente
é a forma que te como
bebo ou calo
e se não falo quando quero
na balada ou no bolero
não é por falta de desejo
é que a fome desse beijo
furta qualquer outra
palavra presa
como caça indefesa
dentro da carne
que não sai

 

Artur Gomes

http://arturgumes.zip.net

http://fulinaima.blogspot.com

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm

 

Escrito por fulinaima às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

Jura secreta 45

 

De Dante
a Chico Buarque
todos poetas
cantaram suas musas

beatriz são todas
beatriz são tantas
beatriz são muitas
beatriz são quantas

algumas delas na certa também
já foram cantadas
por este poeta insano e torto
pra lhes trazer o desconforto
do amor quando bandido

beatriz são nomes
mas esta de quem vos falo
não revelo o sobrenome
está no filme sagrado
na pele do acetato
na memória do retrato

beatriz no último ato
da divina comédia humana
quando deita em minha cama
e come do fruto proibido

 

Artur gomes

http://jurassecretas.zip.net

http://arturgumes.zip.net

http://almadepoeta.com/fulinaima.htm



Escrito por fulinaima às 19h17
[ ] [ envie esta mensagem ]